14 de janeiro de 2015

Mulheres que inspiram

O que inspira as pessoas?

Foi buscando respostas para esta pergunta que Priscilla Adduca criou o projeto Mulheres que inspiram.

O projeto consiste em mostrar histórias no Instagram de carreira, projetos e criações de mulheres que usaram a criatividade e decidiram seguir seus sonhos para realizar seus desejos.

Para Priscilla, conhecer tanta gente criativa é sua maior motivação para trabalhar com o Mulheres que inspiram, ela acredita que isso também motive outras mulheres à seguir seus sonhos, mesmo que para isso haja uma mudança radical de estilo de vida.

Confira algumas histórias contadas no projeto e inspire-se:

 

“Naia Ceschin nasceu em São Paulo e se formou em design gráfico pela ESPM. Em 2011, ingressou no time de criação da Havaianas depois de participar de um concurso promovido pela marca. Mais tarde, em busca de novas técnicas, resolveu se aventurar pelo universo das artes com pinturas e colagens e hoje desenvolve trabalhos estampando produtos e superfícies.”

 

“Joana Lira é brasileira, pernambucana e artista gráfica – nesta ordem. Mudou-se para São Paulo em 1999, onde começou a trabalhar para editoras, empresas multinacionais e agências de publicidade. Dentre vários projetos, estão as ilustrações para o Ministério da Cultura, ONU e Grupo L’OCCITANE. Mas um dos desafios mais emocionantes de sua carreira surgiu em 2001, quando recebeu o convite pra tocar um projeto de cenografia. “Durante 10 anos participei como artista gráfica da equipe que desenvolve o projeto de cenografia do carnaval do Recife. Fantasiávamos as ruas da cidade para festa. Os desenhos que desenvolvi chegaram a ter dimensões de até 30 metros de altura, foi uma experiência muito importante. Depois desse trabalho, percebi que não há limites para um desenho”.”

 

“Desde que me lembro, sempre tive o desenho como forma de expressão. Nunca consegui colocar meus pensamentos mais profundos em palavras, eu era muito tímida e muitas vezes o que eu sentia não podia ser representado por nada, a não ser pelo lápis e papel. Essas imagens sempre foram minha forma de interagir com o mundo exterior”. A grafiteira Luna Buschinelli, de apenas 17 anos, começou a pintar profissionalmente aos 15 anos e meio, quando descobriu a técnica de spray. Já fez intervenções por diversos lugares de São Paulo como Vila Madalena, Cambuci e Av. 23 de Maio e conta que não gosta de se manter em um lugar só: “Gosto de pintar em diferentes regiões, assim consigo transmitir minha mensagem para diversas pessoas pela cidade”.

 

“Barbara Mattivy é formada em Marketing e tem uma pós em Comunicação de Moda pelo IED de Milão. Pamella Magpali é formada em Design de Moda. As duas se conheceram em 2013, através de uma amiga em comum, quando Pam já comandava uma marca de calçados e Babi um brechó. Foi quando resolveram sair do casulo pra tentar trazer um pouco mais de cor e consciência pro mundo. Sempre guiadas pelo reaproveitamento de materiais e com o intuito de aumentar a vida útil do que já existe, a dupla uniu forças e criou a @insectashoes.”

Saiba mais em instagram.com/mulheresqueinspiram

Fonte

Comentar via Facebook

comentários

cores, design, fotografia, Grafite, Inspiração
array(4) { [0]=> string(68) "http://lab.kalimo.com.br/wp-content/uploads/2015/01/Naia-Ceschin.png" [1]=> string(66) "http://lab.kalimo.com.br/wp-content/uploads/2015/01/Joana-Lira.jpg" [2]=> string(72) "http://lab.kalimo.com.br/wp-content/uploads/2015/01/Luna-Buschinelli.jpg" [3]=> string(71) "http://lab.kalimo.com.br/wp-content/uploads/2015/01/Barbara-Mattivy.jpg" }