10 de setembro de 2014

31ª Bienal de São Paulo

Com o tema como falar de coisas que não existem, a 31ª Bienal de São Paulo iniciou suas atividades no último sábado, dia 6.

 

 

Esta edição conta com 250 obras dívidas em 81 projetos artísticos, envolvendo mais de 100 participantes.

Com inspiração em temas como religião, urbanismo e sexualidade, mais da metade das obras foram produzidas especialmente para esta bienal, que além das exposições, contará com saraus, palestras e ateliês abertos para o público.

 

 

Segundo um dos curadores do evento, Pablo Lafuente, o tema deste ano “serve para que o público aprenda com as coisas que não existem – ou até lutem contra elas – numa espécie de misticismo”.

 

 

Esta edição da bienal também tem seu viés educativo, segundo Nuris Enguita Mayo, outra curadora do evento, todos os artistas e coletivos artísticos estão ligados a projetos de arte educativos.

 

 

A 31ª de São Paulo acontece até 07/12 de terças à domingo no Pavilhão da Bienal no Parque do Ibirapuera.

Mais informações em http://www.31bienal.org.br/

Comentar via Facebook

comentários

31ª Bienal, ateliês, Exposição, Pablo Lafuente, palestras
array(4) { [0]=> string(64) "http://lab.kalimo.com.br/wp-content/uploads/2014/09/bienal-3.jpg" [1]=> string(64) "http://lab.kalimo.com.br/wp-content/uploads/2014/09/bienal-4.jpg" [2]=> string(64) "http://lab.kalimo.com.br/wp-content/uploads/2014/09/bienal-5.jpg" [3]=> string(64) "http://lab.kalimo.com.br/wp-content/uploads/2014/09/bienal-2.jpg" }